A felicidade é como uma arma, e você deveria puxar o gatilho.

 

Imagem

Atualmente eu escuto a frase “eu não sou feliz” mais vezes do que o cotidiano bom dia. Inclusive eu sou uma das várias pessoas que tem o hábito de falar isso, e diga-se de passagem, sem motivos concretos pra deixar uma coisa dessas sair como se não fosse nada de mais.

Muitos vêem a felicidade como algo sofrido, inalcançável, surreal. Outros a enxergam diariamente, nos pequenos gestos, nas sensações e pessoas que os cercam. Não preciso dizer quem são os pessimistas e os otimistas, certo?

Há tempos venho tentando mudar o meu significado sobre felicidade, nem para o lado bom, nem para o ruim, apenas para algo verdadeiro. Eu não sou do tipo que vê sempre o copo cheio, mas confesso que muitas das vezes que precisei vê-lo assim, apenas enxerguei o vazio pela metade. E pra mim, ser feliz começa por aí. Conseguir ter outra perspectiva das coisas, pra ser feliz de verdade.

Uma das minhas frases preferidas sobre esse estado de espírito, a felicidade, vem direto de uma das músicas dos Beatles: Happiness is a Warm Gun. Que por sinal é minha preferida. E eu te pergunto: Por que você não aperta esse gatilho, meu amigo?

Eu tento diariamente preencher meu copo vazio. Afinal, essa vida tá passando e pode ser que não tenha nem mesmo uma próxima. Então, que tal parar de ver a felicidade como algo distante, encher esse copo e brindar as coisas boas que você tem e ainda terá? Nem mesmo que seja só uma casquinha de sorvete nesse calor infernal. (:

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s