22:22

Eu vivi e revivi o sentimento de descontrole quando tive minha primeira desilusão amorosa. Foram dias planejando os piores dias da minha vida e vivendo eles.

sub

Dizem que sofrer por amor é algo que não faz nem cócegas perto das reais dificuldades da vida, mas pra quem sente demais, o amor pode te tirar tudo.

O amor vai te deixar desamparado tanto quanto alguém que perdeu toda a família. Você não vai mais sentir o chão. Não vai mais ter pra quem recorrer e vai ter que viver tudo sozinho, porque o sentimento é seu. Essa barra é sua.

Ele vai te desorientar e acabar com o seu lado racional, é uma droga. Droga das boas. A gente sempre quer mais. Nunca é o suficiente. E é nessas de querer sempre mais que uma hora essa droga não é mais o suficiente, o efeito se perde em meio aos efeitos colaterais.

Perder uma fortuna não é nada perto de perder um grande amor. Talvez o dinheiro seja mais fácil de recuperar. Você sabe onde se perderam os reais…mas alguém que você jurou fazer uma vida junto? É mais difícil saber onde foi que o amor se perdeu. É menos doloroso calcular as despesas do que descobrir o momento onde tudo mudou.

A dor de uma doença às vezes é tudo que a gente queria pra substituir a ansiedade de não saber mais pra onde olhar, não saber por onde começar a colocar pontos em i’s que agora são singular, não mais plural.

Existem momentos na vida onde a gente é obrigado a demonstrar toda a nossa fragilidade humana. E não é porque a gente quer, é porque o amor retira todas as nossas forças pra manter o rumo. Dizem que o amor é um dos melhores sentimentos do mundo.

Já fazem anos. Hoje dói como se fosse minha primeira desilusão. A gente acha que passa, mas nunca passa. A dor é a mesma, o desespero é o mesmo. Passa. Tudo passa. Mas eu posso jurar que dessa vez não vai passar.

sub2

And when you’re sorry,
I said I’m sorry to, I’m sorry to let you down.

Sobre carne de gaivota

carne-de-gaivota

Ok, você deve estar se perguntando: que tipo de título é esse? Bom amigos, sinto muito dizer, mas o que eu queria provavelmente você fez, que foi clicar no link pra ler o que significava essa frase (mas levando em conta no tanto de cliques “você não vai imaginar o que aconteceu com essa fulana” e “detalhe chamou a atenção na foto de Neymar” que vocês clicam, essa vai valer muito a pena, heheh). ❤

Há algum tempo atrás eu estava totalmente desmotivada de ler livros novos, isso porque dos diversos que encontrei, nenhum mexeu com os meus extremos – coisa que eu acho OBRIGATÓRIO em qualquer livro. Digo assim no sentido de: uma obra que te faça perder o sono, perder a fome, perder a hora e por que não perder a cabeça? Pois é. Livro bom pra mim me faz sentir muitas coisas, despertar novos sentimentos e perspectivas para minha vida.

Hoje, por exemplo, vim falar de Raphael Montes, o melhor escritor nacional da atualidade na minha opinião, que tive o prazer de conhecer ano passado. Queria eu ter a mente brilhante que esse autor tem. Montes, ao meu ver, carrega de tudo um pouco, eu vejo nele Bukowski, Stephen King e Poe, só coisa boa.

O primeiro livro que li dele foi “Dias Perfeitos”, ótimo, me fez pensar muito em até onde a obsessão pode levar o ser humano. Quando é que perdemos a racionalidade quando o assunto são sentimentos? Enfim. Gostei bastante.

Mas aqui o assunto é o último trabalho de Raphael, “Jantar Secreto”, que de longe é o melhor livro que já li de autores nacionais. Farei um breve resumo e espero que ele seja o suficiente pra vocês mergulharem nessa leitura impecável.

Carne de boi. Carne de frango. Carne de sapo. Carne de gaivota. Carne humana. Até onde você deixaria seu paladar chegar? Muita gente para na segunda opção, outros na terceira…alguém chegou na quarta? Quinta???

“Jantar Secreto” é sobre um grupo de amigos que começa a investir em jantares onde a comida principal é feita de carne humana. Isso mesmo. E daí você deve exclamar: ISSO É UM ABSURDO. Ok, é. Mas por que comer animais é aceitável?

O livro, além de ser muito bem formulado, ter uma história chamativa e personagens extramente bem caracterizados, te faz refletir sobre por que determinadas atitudes são consideradas normais e outras totalmente fora da curva, inaceitáveis.

Eu confesso. Em muitos momentos durante a leitura me peguei pensando qual a razão de considerarmos errado comer carne de humanos – já que a de outros seres vivos é rotina, complemento do arroz com feijão. Vocês entendem? Vocês percebem a que ponto o livro faz você chegar?

Bom, leiam esse livro. Desafio vocês a demorarem mais de cinco dias pra engolir as páginas de “Jantar Secreto”. Obrigada Raphael Montes por essa obra que me rendeu muitas coisas atrasadas, horas de sono que perdidas e olheiras novas para saber logo o desfecho da Equipe Carne de Gaivota. Tudo isso é pouco pra alegria que senti ao perceber que livros mirabolantes ainda existem.

Pra vocês ficarem ainda mais na fúria, vai aqui algumas partes FODAS do livro:

jantar1

jantar2

jantar3

jantar4

Obs: Indico também “Dias Perfeitos”. Agora estou lendo “Suicidas” e depois pretendo ler “O Vilarejo”.

“Dois por um”: o rolê perfeito pra quem nunca tem grana

15493904_1276891722377126_1734643722_n

Hoje, talvez, eu tenha feito uma das melhores compras de 2017, exato, do ano que nem começou. SOU ANSIOSA OU NÃO? Heheh.

Estou falando do projeto “Dois Por Um: São Paulo a Dois”, um livrinho gentil e ótimo pra comprar com alguém e explorar lugares da capital paulistana. Vou explicar bem resumidamente como é, afinal, nada complicado.

O livro possui 83 convites exclusivo no estilo 2 por 1, ou seja, compra um prato e leva outro. Juntando tudo, é mais de R$5.000 de economia! :O Comprei na Livraria Cultura, paguei cerca de R$76 – meio que tava na promoção, normal é R$84. Ah! E ele vem com um mapa junto que mostra onde ficam os lugares.

15416049_1276891629043802_1636047689_n

Na hora da compra, ele vem fechadinho, mas na parte de trás dá pra ver os estabelecimentos participantes – e a maioria é maravilhosa! O bom é que não fui em quase nenhum, então vou fazer um ótimo proveito do livro. Pra saber mais um pouquinho, tirei foto de alguns participantes, saca só:

Paribar: 1 prato principal por 2

15401417_1276891289043836_649823808_n

Bullguer: 1 lanche por 2

15355953_1276891692377129_546616861_n

Meliã Paulista Hotel: 1 estadia por 2 com café da manhã

15401282_1276891635710468_676008905_n

Frida & Mina: 1 sorvete por 2

15451070_1276891649043800_1396301960_n

Rubaiyat: 1 prato principal por 2

15493880_1276891665710465_943324492_n

Todos os participantes:

Açougue Central – Bar Astor – Bar Aurora – Bar Botica – Bar Brahma – Bar da Dona Onça – Bar Léo – Barê – Beach Burger – Boutique CFC – Pâtissier – Bráz Pizzaria – Bráz Trattoria – Bullguer – Café Martinelli – Caixa Belas Artes – Cine Sala – Circolo Italiano – Condessa Bistrô – Dalva e Dito – Dridri – Drosophyla Bar – Ecully – Esquina Mocotó – Felix Bistrot – Figo – Frida & Mina – G&T Bar – George V – Ici Brasserie – Isso é Café – JazznosFundos – Jazz B – Jet Lag Pub – Juliana Gevaerd – Kod Steakhouse – La Casserole – La Central – Lanchonete da Cidade – Las Chicas – Le Bife – Le Botteghe di Leonardo – Lia Cozinha Criativa – Lilóri – Lush Motel – Meliã Paulista Hotel – Mercearia do Conde – Mimo – Na Cozinha – Napoli Centrale – Natingui/Hillman – O Pasquim – Obá – Octavio Café – Ovo e Uva – Paribar – Pecorino – Piratining Bar – Praça São Lourenço – Quintana – Ramona – Rey Castro – Rock’n Roll Burger – Rubaiyat – Sailor Burgers & Beers – São Paulo Tap House – Serafina – She Rocks – Shigueru – Silo Bar & Forneria – Subastor – Suri Ceviche & Bar – Taqueria La Sabrosa – Tartuferia San Paolo – Tavares – The Sailor – The SPA Renaissance – Torero Valese – Trebbiano – Tubaína Bar – Uber Café – Verissimo Bar – World Wine

E podem deixar que vou contar o que achei do projeto quando começar a ir nos lugares lá no @trocoselfies 🙂 ❤

xx

On the road: Curitiba

ANIMADA, ESSA É A PALAVRA! Eu amo muito, muito & muito fazer posts de viagem! É muito legal compartilhar com as pessoas lugares legais que visitei, comidinhas gostosas que comi, gambiarras e afins 🙂 Vocês não acham?

img_9786-1

Dessa vez o destino foi Curitiba, terrinha deliciosa de se viver, achei calminha, cheia de encantos naturais, uma gastronomia fortíssima e um tempo que eu queria que fosse paulistano – afinal, há anos São Paulo deixou de ser a terra da garoa e o friozinho gostoso. Meh.

Estou ansiosa pra contar pra vocês minhas dicas para quem está afim de visitar a cidade! Minhas grandes descobertas são gastronômicas, não posso negar…mas conheci lugares maravilhosos que te trazem paz só de respirar dentro deles ❤

Vamos lá? Primeira parada:

MON | Museu Oscar Niemeyer ★★★★★

img_9734

collage

Já era de se esperar que um lugar construído por um dos melhores arquitetos brasileiros  seria magnífico, certo? Não fui surpreendida porque já sabia que seria surpreendida, faz sentido? Hahahahaha 😛

Resumo: Não peguei fila pra entrar, achei o lugar deslumbrante, boas exposições – algumas não muito interessantes (para mim), outras que me tiraram o fôlego! É bem legal a parte que conta um pouco sobre os trabalhos de Niemeyer e tem textos/frases inspiradoras.

Hard Rock Cafe | ★★★

CARO! Essa é a palavra que resumo o local – já que foi o lugar onde mais gastei de toda a viagem. Não posso negar, a decoração é linda, o ambiente é puro rock – as músicas nem tanto, mas o preço dos pratos são salgados…é como se fosse um Outback, sabe? Ao meu ver eu estava dentro de um restaurante da franquia só que com a temática rock’n roll, hahahahah. Minha opinião, ok?

img_0111

Mas para os fãs do rock, o lugar é maravilhoso! Tem várias roupas de músicos, posters legais e até a loja oficial da marca.

Resumo: Caro, mas o prato é bem servido. Lugar pra turistas – praticamente não vi pessoas da cidade lá dentro. Atendimento impecável!

New York Cafe | ★★★★★

collage.jpg

Assim, eu vou me segurar pra falar porque esse foi o meu lugar preferido de toda a viagem! Decoração de dar gosto, comida que você saliva só se ver – o sabor é melhor ainda <3, atendimento fofo e ótimo, bebidas deliciosas e preços mais do que acessíveis e justos!

É, eu não tenho o que reclamar do NY Cafe. Por favor, se você for pra Curitiba, não deixe de conhecer o restaurante, tá? Juro que não vai bater arrependimento.

Resumo: Preço acessível, pratos bem servidos, muitas & muitas opções no cardápio, muitas comidas típicas dos Estados Unidos.

Jardim Botânico | ★★★★

img_0080

Eu posso estar errada, mas…achei normal. O lugar em si é bem ok, o atrativo mesmo é a estufa com plantas e flores dos mais variados tipos – bem legal 🙂 No mais…ok.

IMG_0019.JPG

Resumo: Lugar bonito pra tirar fotos, plantas legais, arquitetura bonita, tem lojinha de presentinhos(caros por sinal).

Parque Barigui | ★★★★★

img_0084

img_0108

Foi o parque mais interessante e bonito, compete forte com o parque Ibirapuera aqui de São Paulo. Além de ser gigante, tem um barzinho em cima do lago super gostoso pra passar o tempo e comer algo enquanto observa os patinhos nadando. Ah!!! Tem capivaras soltas por lá, achei incrível 😮 Queria levar pra casa? Mas sim, claro.

Resumo: Enorme, tem animais soltos, bom pra praticar esportes, o barzinho é um atrativo, fica longinho do centro, tem pipoca com bacon!!!

Parque Tanguá | ★★★★

img_9916

A vista desse parque certamente é a mais bonita! É gostoso pra ir ver o lugar, tirar fotos e passar o tempo. Dá pra ir à pé da Ópera de Arame, mas é uma caminhadinha..No mais, achei bem ok, mas realmente o lugar é bonito de se ver 🙂 Infelizmente só fui na parte superior do parque, faltou descer o morrinho, mas não rolou 😥

Resumo: Vista incrível, bom pra passar o tempo, tem lugar pra comer e uma torre que dá pra subir e apreciar a natureza.

Feira Largo da Ordem | ★★★★

Muito legalzinha, hein!! Juro, tem mais de duas mil barraquinhas no lugar segundo fontes, rs. E eu não duvido, de verdade…não acaba NUNCA. Tem artesanato, comidas, antiguidades, livros, roupas, decoração………….a lista é longa – tem de tudo um pouco! Ela acontece todo domingo das 9h às 14h 🙂

Resumo: Vai com tempo porque o passeio é longo, lugar bom pra comprar presentinhos, muita comida gostosa, tem música, arte e é legal pra conhecer mais sobre os curitibanos.

Ópera de Arame | ★★★★

IMG_9809 (1).JPG

Processed with VSCO with 5 preset

Ô lugarzinho ajeitado! Certamente um ótimo local pra se ver shows – eu com certeza iria ver um lá

Resumo: É bonito pra ver, o lugar fica no meio de uma montanha, tem um laguinho fofo – fica uma vontadinha de voltar pra ver um show!

Outros lugares!

JPL Burgers ★★★★★ 

Melhor mojito que já tomei e por apenas R$16, achei que estava sonhando, confesso. Lanche muito bom e lugar bem gostosinho, fica em uma das ruas cheias de barzinhos da cidade, a Vicente de Machado. Recomendo! 🙂 Atendimento ok…não sei se o moço estava de mau humor no dia, mas faltou um pouco de atenção.

Chokolat ★  

img_9734

É um lugarzinho bem escondio na Avenida Batel, mas que tem uns docinhos e cafés ótimos! Super agradável o local, sem contar que é pet friendly

Clube do Malte ★ 

Lugar bom pra quem gosta de cerveja artesanal! Além de ter várias pra tomar na hora, o bar vende vários rótulos em sua “lojinha”. Tem petiscos, lanches e pelo que escutei rola um som ao vivo de vez em quando. Só achei muito escuro o ambiente 😦

Bosque do Papa ★   

Pra visitar o lugar só descer uma rua na lateral do MON! É bem gostoso o bosque, mas não tem muita coisa, ele homenageia a cultura polonesa 🙂

Feira do Champagnat | Praça da Ucrânia ★  

Doce delícia do @kurtoskalacs_brasil

Uma feira pra se esbaldar de comer e nada mais, hahahaha. Ela acontece de sexta-feira a partir das 16h e vai até umas 22h – se não me engano! Tem muita comida, de verdade, desde lanches até espetinhos, acarajé, doces dos mais variados tipos e comidas típicas alemãs.

JukeBar 

O bar fica pertíssimo do JPL Burgers e tem cervejas/petiscos. Adorei o fato de dar pra colocar músicas pra tocar através de um app de playlists!! Achei inovador, heheh. É bem apertadinho, mas achei aconchegante e descolado, rs.

Resumão:

img_9966

O forte de Curitiba, definitivamente, é a gastronomia. Os parques, bosques e outros pontos turísticos são bem legais, mas o maior destaque – pra mim e meu namorado – foram os restaurantes e bares. A vida na cidade me pareceu bem calma! Tudo super limpinho, pessoas educadas…mas ruas DESERTAS! Sim, estávamos andando um dia 21h30 e simplesmente não tinha ninguém fora de casa, me pareceu assustador, juro.

Eu voltaria para conhecer o interior, dizem que é incrível, principalmente o passeio de trem até Morretes. Eaí, gostaram? Já foram pra lá? Alguma dica?

O próximo destino é o Nordeste! #ansiosa

Siga o @trocoselfies

E mais uma coisinha! Muitos não sabem, mas criei um Instagram com dicas de viagens, lugares para comer, se divertir, baladas…enfim, tudo que acho que deve ser compartilhado por agregar cultura ou experiências interessantes

Espero que gostem dele e curtam! Tô fazendo tudo com muito amor 🙂

 

Play My List #9

Imagem de art, drawing, and black and white

Crédito: Weheartit

Socorro, voltei!

Sei lá se voltei gente, só deu uma vontadezinha doida de compartilhar uma nova playlist com vocês! Espero que gostem, tem de tudo, desde novos artistas até músicas que resgatei junto com bandas que eu havia esquecido…mexidão delícia de rock, pop, indie e mais 🙂

Me digam se gostaram? Me indiquem músicas? Artistas? Eu amo!

 

Sobre descontrole emocional

Lá pelos menos 17 anos eu achava muito legal ter um humor instável, eu sempre fui uma montanha-russa descontrolada, às vezes descendo,                                                           subindo.

descendo,                                          subindo,

descendo e outras subindo,

Juro, houve uma época onde isso era muito legal, eu me achava descolada, engraçada, espontânea…cheguei até a pensar que isso poderia ser um atrativo da minha personalidade.

Coitada de mim.

Pra mim, é muito difícil falar sobre essas coisas, mas chega um momento da sua vida que a única coisa que você consegue se perguntar é: não é possível que só eu seja assim, será que é possível? A resposta pode doer, então tem hora que a gente nem dá tanta importância.

Mas sei lá, deu vontade de desabafar.

Hoje, com 23 anos, minhas alterações de humor não são mais algo que eu ache descolado, aliás, fico pensando, “o que eu tinha na cabeça pra achar que isso era saudável?”, mas eu apenas anexo esse meu momento de loucura naquela pastinha que todos temos sobre “coisas que já fizemos ft. pensamos e não faz sentido nenhum”, enfim, hoje eu paro pra pensar como um humor instável pode cagar na vida de alguém e como NÃO É LEGAL sofrer com algo do tipo.

Fico triste em perceber como a sociedade anda doente psicologicamente, é um mal atrás do outro e isso é muito preocupante, é mais doloroso ainda perceber que só damos atenção aos problemas mentais quando o físico começa a clamar e você é obrigado a parar e repensar o que está fazendo com a sua cabeça e corpo.

Todo esse meu texto – nem era pra virar textão, mas virou – é só um jeito de tentar alertar as pessoas sobre esse mal chamado “doenças mentais são legais”. Não, elas não são nada legais.

Não é legal você acordar se considerando a pessoa mais feliz do mundo, querendo realizar uma lista de tarefas e 15 minutos depois sentir vontade de morrer e enfiar na cabeça que sua vida é uma merda, que qualquer um é melhor que você.

Não é legal criar “cismas” com pessoas próximas sem motivo algum, parar de falar com elas e ver apenas os defeitos, se cansar mentalmente, para 10 minutos depois você estar conversando sem parar com alguém que já estava excluindo da sua lista de chegados.

Não é legal apontar seus maiores defeitos mentalmente e depois de alguns minutos ou horas achar que você é alguém especial.

É cansativo, exaustivo, é ter que lidar com uma insatisfação infinita, nada preenche, nada agrada, tudo aparentemente é superficial e não sustenta sequer um dia de felicidade genuína.

Pessoas com humor instável não têm poucos amigos porque elas não querem ter um círculo de amizade maior. Elas não são fechadas por não quererem se abrir com pessoas próximas. Elas não recusam convites por não quererem sair de casa. Elas não agem estranho por algo que você fez. Elas simplesmente não conseguem entender o que vai acontecer nos próximos minutos, horas…quando é que o vazio vai aparecer e vai deixar um ponto de interrogação no meio da tela chamada vida.

Às vezes, sinto que fracasso diariamente em contornar minhas alterações de humor, mas de onde é que se arruma força pra conseguir brigar todo-fucking-dia com isso?

Post patrocinado pelo meu estado mental que tá pedindo arrego.

 

 

Eu tô muito feliz: loja online da Inbox Shoes

A Inbox Shoes é uma das minhas lojas preferidas em São Paulo. Pensa naquele conceito incrível que todos amamos: bom, bonito e barato…é isso!  ❤

Aqui em São Paulo ela fica em dois endereços, uma loja na Rua Augusta no número 2.400 e outra na Rua Teodoro Sampaio, 2.355. Infelizmente ainda não conta com loja virtual…MAS ESSES PROBLEMAS ACABARAM!

Esses dias me deparei com um anúncio mais do que especial: o pessoal tá fazendo uma loja online! E eu fico muito feliz com isso porque não é sempre que consigo ir até o local físico, e é uma pena pessoas de outros lugares não poderem comprar os produtos da Inbox.

Se tem uma coisa que eu amo é indicar marcas legais para as pessoas, ainda mais essas que possuem um conceito super bacana, não cobram o olho da cara e ainda prezam por um atendimento excelente – sempre fui muito bem tratada quando frequentei a loja 🙂

Enfim! Outra coisa que quero falar é que, inscrevendo seu e-mail aqui, você ganha 15% de desconto quando o site estiver no ar – isso é ótimo, pra quem mora longe! Dá pra quebrar o valor do frete e tal…

Bom, era isso! Agora entendam porque eu amo tanto essa lojinha:

0146

Crédito: Inbox Shoes Instagram

67

Créditos: Inbox Shoes Instagram

78

Créditos: Inbox Shoes Instagram

xx